Conheça o nomadismo, uma tendência de comportamento no universo da arquitetura e do design

00aa6ca0

“A sociedade de amanhã será uma sociedade de homens e mulheres nômades que ainda optam por se deslocar de forma autônoma pelas estradas do mundo, não por obrigação ou por obrigação política ou econômica, mas para buscar novas oportunidades de desenvolvimento pessoal.”
Carlo Bordoni

O conceito de nomadismo na era da revolução digital está mudando os percursos profissionais e de consumo, alargando as fronteiras multiculturais e conferindo aos modelos do habitar uma maior flexibilidade. Por escolha ou casualidade, um número sempre grande de pessoas está fazendo uma vida em contínua mudança, principalmente jornalistas, fotógrafos, escritores, artistas, designers e pesquisadores, para os quais as novas tecnologias constituem um instrumento de trabalho e de comunicação indispensável.

Quais são as características destes novos nômades? São aqueles que pelo lifestyle amam atravessar fronteiras físicas e psíquicas. Mas atenção: mudar de vida continuamente requer um bom conhecimento de si mesmo, de suas forças e fraquezas. Estes se contaminam dos saberes e linguagens diversas e recusam enraizar-se com uma identidade física, constritiva e infeliz. Se o entorno não lhes agrada, mudam e pronto. São os pioneiros de um novo modo de entender o trabalho (móvel), a carreira profissional (múltipla) e o modo de relacionar-se com os outros (verdadeiro, sem preconceitos).

Na vida real e no design, este fenômeno se concretiza de forma particular. Vejamos alguns percursos de vida e de projeto que movem os jovens designers a se moverem pelo mundo, com muita autonomia e sem renunciar às raízes culturais de perecimento e em todos os setores de nossas vidas. Aqui, listo alguns exemplos.

NA ARTE

Na mostra Design Destinations, no MAXXI de Roma em outubro do ano passado, a designer Francesca Lanzavecchia refletiu sobre o papel do passado no nosso percurso de crescimento. Em sua obra simbólica, ela projetou uma saia longa, onde inseriu todos os objetos que arquivou ao longo de sua vida. O resultado é rico, mas claramente nada fácil de vestir, por ser pesado. Não seria esse o resultado daquilo que trazemos conosco? Adorei.

00aa6c9b

NA ARQUITETURA

Para a arquitetura de pequenos espaços, o estúdio espanhol In-Tenta pensou em um eco-hotel-móvel. Drop é uma suíte que nasce de um cruzamento entre uma caravan e uma câmera de hotel de luxo com a peculiaridade que pode ser levada para onde você quiser. Concebida de forma ecológica, é caracterizada de uma forma feito casulo, que é fechada nas duas extremidades com superfícies de vidro em toda a altura. Veja mais ideias em www.in-tenta.com: eles são muito bons.

00aa6c9d

 

NO TÊXTIL

A artista americana Andrea Zittel (www.zittel.org) cresceu no deserto do West americano. Seu trabalho é rico de referimentos à cultura nômade: casas móveis, tapetes e cobertas. E a série de trabalhos Suburban Sprawl Studies remodela fotografias feitas por satélites de conjuntos urbanos em wallpapers misteriosos. O reconhecimento do território se transforma em ornamento.

00aa6ca1

NO MOBILIÁRIO

O projeto KNP de Jean Nouvel para Arflex é um projeto fruto de uma reflexão sobre os novos modos de viver o conforto em tempos de nomadismo constante. O arquiteto francês transformou o tradicional sofá em um microespaço no qual se pode relaxar, fazer amor ou apenas estar confortavelmente. Não parece um saco de dormir de acampamento?

 

00aa6c9a

00aa6c9e

 

NO TEMPO LIVRE

Entre os 12 finalistas da terceira edição do Prix Emile Hermes temos o Moment for Oneself, projeto do designer Maciej Chmara: um kit completo de banquinho, vara de pesca e estufa para praticar individualmente o hobby da pescaria. Trata-se de uma das visões de como as novas gerações entendem seus novos desejos e objetivos de vida: movimentar-se sem renunciar aos próprios prazeres. Nada mais atual.

00aa6c9f

 

00aa6c9c

  • Guest

    Que bobagem.

0080d53e

Faça você mesmo: aprenda a técnica de impermeabilização de papel

Elegância total no espaço projetado pela arquiteta Mariana Pesca,
que utilizou o modelo motorizado da Hunter Douglas/Luxaflex

Persianas conferem comodidade e leveza em diversos ambientes