Projeto customizado, com elementos trazidos de Paris ou feitos especialmente para reforçar o ar descolado da proposta

Thuanny7

A jovem de 24 anos e o irmão, de 18 anos, queriam que o seu apartamento tivesse cara de estúdio e espaço para receber os amigos. Entrou em cena a arquiteta Tuanny Balen para adequar os 75 metros quadrados do imóvel no bairro Mont’Serrat ao perfil da dupla. A profissional, à frente do escritório TWB Arquitetura, localizado na Grande Porto Alegre, acabou envolvida no apartamento dos clientes ao mesmo tempo em que montava um lar para chamar de seu, antes do próprio casamento.

Tudo começou com uma reforma para tornar a área social adequada ao convívio com os amigos dos jovens. Após a integração com a cozinha, os 28 metros quadrados de área do hall até o living até parecem ter metragem maior. Aumentam a sensação de amplitude as paredes pintadas em tom de cimento que se mimetizam com o piso de porcelanato em um encontro sem o corte visual e físico de rodapés.

  • Thuanny13
  • Thuanny11
  • Thuanny10
  • Thuanny9
  • Thuanny3
  • Thuanny8
  • Thuanny4
  • Thuanny5
  • Thuanny6
  • Thuanny7
  • Thuanny2
  • Thuanny1
  • Thuanny

A parede da TV exibe o recurso dos tijolos aparentes. Adquiridos em olaria de Santa Catarina, foram cortados ao meio para adequar a profundidade e dispostos em junta seca.

No teto, outra solução customizada em detalhes, e que une tecnologia ao calor do material natural da vizinhança. Apesar de a iluminação da sala poder ser controlada por telefone, inclusive a sua temperatura de cor, o topo do ambiente branco exibe uma peça handmade, concebida pela arquiteta. Tuanny lançou mão de soquetes e fios vermelhos para montar a luminária que cai perto da TV. As demais – uma, com aparência de uma caixa preta, e as demais, sanfonas com dupla de lustres sobre a mesa – foram adquiridas em lojas especializadas, assim como a tubulação de cobre aparente.

Ainda há outros móveis de design e peças assinadas pela arquiteta na área social. Uma é a cristaleira do living, com portas de vidro semirreflexivo junto à parede de tijolos. Essa superfície acolhe até a guitarra do rapaz, colocada em lugar de destaque – para estar sempre à mão e fugir do aspecto de desorganização de um instrumento no chão. Ao lado da cristaleira, perto do jantar, uma surpresa bolada por Tuanny: o néon com a inscrição hacuna matata, que significa em uma língua falada na Àfrica sem problemas ou ok. Curti.

Thuanny6

Juventude globalizada
Inspiração em loft nova-iorquino, componentes  franceses para criar luminárias, tijolos catarinenses
e tapete oriental fazem parte do décor. O trio de mesas laterais Jardim (abaixo) é obra do designer Jader Almeida

Thuanny5

Thuanny3

Criação autoral
Batizado de Bob, o aparador (acima) entrou para a coleção de design da arquiteta, feito de louro gaúcho com puxadores retrô de latão e pés de ferro. O fio de luminárias em formato de bola é um francês legítimo. Na parede (abaixo), um quadro com varal de post cards com caricaturas
de famosos

Thuanny9

Sóbrio sem ser sério
O sistema de iluminação foi desenhado pela arquiteta com canos de cobre aparentes. Para a persiana de alumínio, entrou em cena a cor bronze, com as fitas pretas para reforçar a proposta cromática
em cinza, preto e branco com tons de madeira – paleta ao mesmo tempo marcante e sóbria,
onde o calor vem dos tijolos naturais. Como resultado, a decoração do apartamento apresenta
a desejável jovialidade e a aparência inspirada em “descontração e ousadia”, conforme a autora

Thuanny

Atrás da cortina
Observe que duas cortinas de linho preto separam a área da cozinha do estar para esconder a bagunça das visitas e a cozinha da lavanderia. O mobiliário de granito preto absoluto, microtextura branca e louro gaúcho entra em harmonia com as áreas pintadas de textura cinza. Spots  avulsos ou em trilhos iluminam o setor

Fotos Omar Freitas

Alugado, apartamento de casal de arquitetos passa por transformações sem custos altos

Fotos Eleone Prestes

Banheiro para dois: cubas em dose dupla para casais