Cinco projetos de churrasqueiras e parrileiras para casas e apartamentos de diversos tamanhos

André Cavalheiro, Divulgação
André Cavalheiro, Divulgação

Assar uma carne, seja uma parrilla ou um churrasco, é sempre uma oportunidade que combina com encontros sociais. No Sul, especialmente, agregar familiares e amigos em torno da refeição é hábito arraigado na tradição dos finais de semana. Quem mora em casa, pode dispor de amplo espaço como é o caso da residência com 214 metros quadrados, na Zona Sul da Capital. Abaixo, mostramos churrasqueiras em apartamentos em metragens mais compactas. 

Projeto da arquiteta Maria Christina Rinaldi, este espaço gourmet foi planejado em torno da parrilleira, pedido do proprietário, que prefere o assado feito em grelha, e não em espeto, como no churrasco tradicional. Na bancada da parrilla, até 12 pessoas se acomodam em banquetes e mais outras oito na charmosa mesa de jantar retangular, com base formada em pé de tronco de uma árvore centenária. Ao fundo, outra mesa redonda recebe mais quatro convidados.

kika1

Sobre a mesa de jantar, duas luminárias Super Bossa, com design de Fernando Prado (prêmio IF 2007. A bancada da gourmeteria (E) – equipada com cuba e cooktop – é de granito preto absoluto, com outro tampo sobreposto em pedra maciça do mesmo granito. Os bancos Tulipa, design de Pierre Paulin, são em couro vermelho

Eletrodomésticos de última geração servem a área, como miniadega, refrigerador side by side, compactador de lixo e máquina de gelo. Duas coifas cilíndricas, feitas sob medida com 3m60cm de altura, têm o motor externo no telhado para evitar barulho no estar social. 

A escolha dos materiais levou em conta o uso intenso somado ao fator estético. O piso de mármore travertino romano bruto foi disposto em placas de 2m40cm x 1m20cm. Ao fundo da parrilla, nos 6m de pé-direito, a parede tem revestimento de pedra-pau.

 

Apartamentos ocultam e mostram
churrasqueiras quando necessário

Ao ser chamada para projetos que envolvam churrasqueiras em apartamentos, a arquiteta Daniela Giffoni parte da premissa de que os equipamentos precisam não só serem funcionais, mas também ocultados quando necessário. Afinal, trata-se de integração com a área social, e nem todos os moradores têm interesse de deixar os espetos à vista quando fora de uso. É o caso de três dos quatro projetos desta matéria. Nas duas fotos abaixo, em apartamento no bairro Boa Vista, sequer é possível notá-la: quando fechada, a porta em marcenaria branca simula um armário. Aberta, por meio de leves rolamentos para a lateral, revela a parrileira e churrasqueira. Também a cuba de apoio para estas refeições fica escondida na bancada. Uma curiosidade: a torneira é modelo usado em barcos, pois é verticalmente flexível para estas ocasiões.

abre1

Funcionalidade como premissa
O jovem casal proprietário deste apartamento no bairro Petrópolis (foto abaixo) solicitou uma área gourmet de extrema resistência e fácil manutenção. O mobiliário em melamina cumpriu esta necessidade, bem como o granito preto, que não mancha com eventuais pingos de gordura na hora do churrasco. Cuba, cafeteira, adega de vinhos completam o projeto da arquiteta Daniela Giffoni

 

daniblack
Ideia sofisticada
Para churrasqueiras de uso esporádico, como é o caso deste imóvel no Petrópolis (foto abaixo), cores claras podem ser usadas, como foi o pedido do morador, que desejava atmosfera de sofisticação. O mobiliário em laca off white ganha em estética, mas é mais sensível do ponto de vista técnico: se sujar, tem que limpar na hora, alerta Daniela Giffoni. O sistema de abertura da churrasqueira é por contrapeso: a porta sobe e fica oculta por dentro quando em uso

danibranca

Tradição exposta

A incorporação da sacada ao living neste apartamento do bairro Boa Vista permitiu realizar o desejo do morador de fazer churrasco a qualquer hora. Tanto é que, no projeto do escritório Marion Feldmann Arquitetura, nem porta foi colocada no equipamento justamente para que ficasse à mostra, com os espetos sempre disponíveis. O diferencial para valorizar a área foi a escolha da moldura (de 1m50cm x 1m15cm), um mármore arabescato bruto na parte externa e polido na interna, para diminuir a porosidade do material. A arquiteta Marion Feldman destaca ainda a aplicação de impermeabilizante incolor para proteger a pedra. Outro ponto do projeto previu a integração visual com a sala por meio da marcenaria em laca cinza, inclusive com portas de correr que ocultam o acesso à cozinha.

marion1 marion2

 

  • Túlio

    Muito show esse projeto pra churrasqueiras, parabéns ao Arquiteto.

00aa3645

Cozinha temática: reforma transforma ambiente em lugar iluminado e colorido com acessórios dos Beatles

Jonny Partos, Divulgação

Restaurante de comida japonesa tem projeto de interiores inspirado nos destaques da arquitetura oriental contemporânea