Antes e depois: veja a transformação deste living

Fotos Marcelo Donadussi, Divulgação
Fotos Marcelo Donadussi, Divulgação

Surpreendido pelo resultado da reforma que reconfigurou a área social da casa, no bairro Rio Branco, em Porto Alegre, o casal de moradores alterou totalmente os planos. As transformações, que deveriam ser pontuais, uma vez que a ideia era mudar de endereço em aproximadamente cinco anos, promoveram novas formas de aproveitar o imóvel. E fizeram com que os desejos de saída fossem deixados de lado.

Assinado pelo escritório Estudio 30 51, dos arquitetos Gustavo Sbardelotto e Renata Beck, com colaboração da acadêmica Renata Saffer, o projeto incialmente previa apenas a troca do piso e a remoção do jardim de inverno, que apresentava infiltrações e gerava muita manutenção. No estudo do layout, porém, novas formas de distribuição do espaço foram surgindo e desafiando os profissionais.

  • RenataBeck19
  • RenataBeck8
  • RenataBeck7
  • RenataBeck6

– Os clientes queriam muito manter a sala de jantar, mas admitiam que usavam apenas uma vez ao ano, pois os filhos já não moram mais na casa. Nós propusemos ficar com a copa, interligada parcialmente à sala, e valorizar este espaço de outras formas – explica Renata.

Assim, foi criado o recanto para as obras de arte, vizinho ao piano, um hobby do dono da casa. Para criar uma unidade visual, o piso de porcelanato 60cm x 1,2m foi escolhido para revestir os 60 metros quadrados da área social.

As paredes também ganharam tratamento neutro na escolha das cores, para que quadros, esculturas e móveis de design assinado tivessem suas formas valorizadas. Entre os artistas, destacam-se Alice Soares, Alice Brueggemann, Xico Stockinger, Vasco Prado, Nelson Jungbluth, Henry Vitor, Miriam Postal, Manuel Santiago, Ivan Lackovic, Gisela Fernandes, Marcelo Hubner, Vânia Kwitko, Ligia Delgado e Luca Benites.

Na marcenaria sob medida, a fórmica líquida branca e a lâmina de catuaba formam a identidade. Para o volume do lavabo, em laca cinza, chama atenção, segundo Renata, uma das identidades do escritório: a porta mimetizada ao painel, com negativos e sem puxadores.

RenataBeck2

União cultural
Uma parede foi reservada para expor a coleção de obras de arte, valorizadas pelo trilho com lâmpadas PAR 20 de LED. Com a retirada da sala de jantar – hoje na copa – o recanto com a poltrona Charles Eames é um curinga para leituras e ouvir as músicas estudadas pelo dono da casa ao piano. O banco tem base pintada de fórmica líquida e tampo de lâmina de catuaba

RenataBeck3

Design na medida
Peças com traços simples, mas sempre marcantes, como o sofá FK, em linho, e as poltronas Barcelona, de Mies van der Rohe, em couro preto, formam o estar. O tapete oriental mantém o matiz predominante do projeto. Para integrar com o paisagismo do muro do terreno, as cortinas incluem um toque de transparência à janela

RenataBeck5

Padrão neutro
No lavabo, os tons de cinza da pintura da parede e do porcelanato do piso são combinados com o calor da madeira catuaba natural. Neste volume da bancada, o material foi usado inclusive na cuba, após processo de impermeabilização

Fotos Alessandro Grassani, The New York Times

Florença: tecnologia contra as pichações

Fotos Cristiano Cardoso, Divulgação

Obras sem estresse: novos vestiários de uma academia na Capital