Casa&Cia - ir para home

Meu Móvel de Madeira cria uma casa dentro de um contêiner de 27 metros quadrados

Contêiner Meu Móvel de Madeira - Foto Felipe Carneiro

Morar em espaços cada vez menores é um desafio dos dias contemporâneos. Eu, que vivo isso na pele, digo que tem sido um desafio maravilhoso. Com mais foco no essencial, tenho exercitado fervorosamente o desapego. Nos últimos quatro anos, passei por muitas mudanças em todos os sentidos, algumas imprevistas, mas reconheço que todas foram necessárias para que eu de alguma forma evoluísse.

Hoje vou falar apenas do lar, das mudanças de casa. Nesses mesmos quatro anos mudei de casa cinco vezes. Meu cafofo atual, em Santo Antônio de Lisboa, é pequeno mas a energia que emana faz bem e contagia. Durante esta caminhada fui fazendo uma seleção natural e constante da bagagem: o que gostaria de levar comigo, o que poderia passar adiante e o que não fazia mais sentido. Hoje acredito que carrego 70% menos coisas comigo, e isso se reflete na atual morada, que por ser pequena comporta uma vida mais compacta e mais intensa.

De olho nessa tendência global de moradias menores e mais eficientes, a empresa catarinense de e-commerce Meu Móvel de Madeira, a MMM, de Rio Negrinho, recriou a experiência do cotidiano urbano em um espaço de 27 metros quadrados.

Em um contêiner desse tamanho, montou uma casa com ambientes-padrão, tudo com mobiliário solto produzido pela marca. O espaço é reduzido, mas a ambientação, de autoria do designer Anderson Tandler, encanta. Não é apenas uma questão de exposição de produtos: cada mínimo detalhe foi pensado. Para quem procura ideias de aproveitamento do espaço para replicar em casa, vale a visita ao contêiner MMM 404, no pátio da Univali, na SC-401, em Floripa.

O projeto faz parte da programação paralela da Bienal Brasileira de Design e fica na Capital até 12 de julho. Aliás, sabe por que o 404? Quando você tenta abrir uma página na internet e dá um erro, que número aparece? 404. Por isso a brincadeira com o contêiner. A MMM é totalmente virtual, e essa versão física é apenas temporária. Quer ficar com gostinho? Espie então algumas fotos do espaço.

Contêiner Meu Móvel de Madeira - Foto Felipe Carneiro
O dormitório ganhou cama com gavetas embutidas, solução ideal para espaços reduzidos.
A cabeceira é uma ideia de faça você mesmo, com pintura degradê sobre ripas de madeira

00ae5577A

No projeto, sala e cozinha integradas facilitam a circulação. O sofá da sala vira cama
quando necessário. Em vez da mesa, entrou a bancada para refeições.
Repare na claraboia no teto da cozinha

00ae5581A

A bancada da pia ficou bem funcional e prática com cooktop de duas bocas.
Eu gamei no detalhe da estampa da cortina, com cachos de bananas. Aliás, esta é uma novidade da MMM,
que usará em parceria com um projeto do SCMC tecidos para estampar alguns dos seus produtos

Contêiner Meu Móvel de Madeira - Foto Felipe Carneiro

00ae39e8A
Nem a área de serviço ficou de fora

Contêiner Meu Móvel de Madeira - Foto Felipe Carneiro

00ae5566A
O banheiro ficou generoso e canos de PVC recortados e revestidos com
papel de parede viraram um charmoso porta-papel

00ae5575A

Contêiner Meu Móvel de Madeira - Foto Felipe Carneiro
O contêiner comprado pelo MMM foi reaproveitado e repaginado para a montagem de uma casa. Além de receber pintura, ganhou recortes na estrutura para fazer a vez de janelinhas, levando luz natural para o interior. Nem a área externa do contêiner ficou de fora. Bancos feitos de tijolos pintados e toras de madeira, vasinhos de treliças e painel de mosaico confeccionado com restos de madeira da fabricação dos móveis da MMM

Você também vai gostar

Design para pets é atração da Bienal Brasileira de Design em Floripa

Foto Cão em Quadrinhos - Divulgação Conviva!Design 4A

Pais de bichos sempre querem o melhor para seus animais de estimação. Afinal, quando existe a decisão de se ter um animal em casa, é preciso ter responsabilidade, porque ele exige sim atenção e cuidados especiais.
Mas nossa preocupação vai além do bem-estar animal. Adoramos agradar o cão ou gato com mimos, brinquedinhos, caminhas novas.

Harmonizar o convívio entre humanos e seus animais de estimação por meio do espaço que dividem em casa, com projetos de interiores e de móveis. Essa é a inspiração da Conviva!Design, que apresenta suas novidades durante a Bienal Brasileira de Design, em Florianópolis. Até o próximo dia 30 de maio, o trabalho da empresa será mostrado no quiosque central do Jurerê Open Shopping, em Jurerê Internacional, em ação que integra a programação paralela do evento.

Cão em Quadrinhos - divulgação Conviva!Design 3ACama Nap

A Conviva!Design, comandada pelas veterinárias Samara Junqueira (que também é a designer dos móveis) e Priscila Camaratta, nasceu da união de duas paixões: o design e os animais.O objetivo é tornar cada vez mais prazerosa a convivência entre os humanos e seus pets. Para isso, desenvolveu uma linha de móveis desmontáveis, além de projetos de design de interiores que priorizam o bem-estar das pessoas e de seus mascotes.

A preocupação com a sustentabilidade é constante, e aparece desde a escolha de materiais e fornecedores até a destinação de parte do valor da cama Nap, por exemplo, para o projeto Amizade não se Compra.

A visitação ao estande no shopping pode ser feita de segunda a domingo, das 14h às 20h. O Jurerê Open Shopping fica na Avenida das Raias, 400, em Jurerê Internacional, em frente ao Il Campanario Hotel.

Os produtos estão à venda pela loja e-commerce: convivadesign.com.br/loja

Você também vai gostar

Produção ‘catarina’ ganhará destaque na Bienal do Design

Banco Osso, da Movelaria Boá, de Itajaí. Design de Otávio Coelho e Rafic Farah Banco Osso, da Movelaria Boá, de Itajaí. Design de Otávio Coelho e Rafic Farah

Começou! Hoje é a abertura da Bienal Brasileira de Design 2015, em Florianópolis, evento com programação variada até 12 de julho. E não dá para deixar passar despercebido. A produção catarinense terá lugar de destaque com a exposição Criação Catarina, na sede da Fiesc, a partir de 2 de junho. A mostra terá coordenação do Design Catarina, centro de design que abriga projetos no Estado e contribui para sua disseminação e inclusão na indústria.

Outras exposições da Bienal

feito casulo (5)

Poltrona Barra, Móveis James, de São Bento do Sul. Design de Bruno Faucz

DESIGN PARA TODOS?
Mostra de cartazes sobre acessibilidade, desenvolvidos por 20 artistas gráficos convidados pela Bienal.
De 17 de maio a 12 de julho.
Locais: Parque de Coqueiros,
Jurerê Open Shopping,
Calçadão do Mercado Público

DESIGN PARA TODOS – PARA MELHORAR A VIDA

Mostra principal da Bienal Brasileira de Design 2015 Floripa.
De 16 de maio a 12 de julho.
Local: no Masc (Museu de Arte de Santa Catarina), Centro Integrado de Cultura

 

feito casulo (4)

Banco Bell, Urutu Movelaria, de Florianópolis. Design de Elton Canini

DESIGN HOLANDÊS NO PALÁCIO DO POVO

Sediada e inspirada no Palácio Cruz e Sousa.
De 17 de maio a 12 de julho.

COLETIVOS CRIATIVOS – MOSTRA INTEGRADA À BIENAL BRASILEIRA DE DESIGN 2015 FLORIPA

De 23 de maio a 12 de julho.
Local: Museu da Imagem
e do Som – MIS, no Centro Integrado de Cultura

arara

Arara Nômade, fabricada pela Cristal Móveis, de São Bento do Sul, e comercializada pela Oppa. Design de André Pedrini e Ricardo Freisleben

OS MAKERS E A TECNOLOGIA DIGITAL

Mostra voltada para a tecnologia de impressão 3D e os jovens criadores.
De 22 de maio a 12 de julho.
Local: Centro Integrado de
Cultura – CIC – Sala Lindolf Bell
www.bienalbrasileiradedesign.com.br

Você também vai gostar

Gotas de chuva inspiram móveis desenhados por Leo Romano para a Decameron

leo romano e a mesa Chuva / Foto Decameron, Divulgação

A arte de trabalhar com a madeira deu o norte à coleção Chuva criada pelo arquiteto Leo Romano (leoromano.com.br) para a Decameron. Chuva porque as peças de mobiliário brincam com a fluidez das gotas, a partir de um trabalho minucioso retratado na madeira.

— O desenho dos pés das mesas, por exemplo, nos remetem às gotas de água e são produzidas individualmente pelo uso de torno manual. A plasticidade da peça está ligada à virtuosidade de cada artesão escultor. Os tampos são laminados de madeira natural e lapidados de maneira a parecerem o mais finos possível — explica Romano.

Nos móveis, tampos e pés se unem pela pureza das linhas contínuas, dando a impressão de se tratar de monoblocos esculpidos. A linha assinada é composta por mesas laterais, de centro e de jantar, aparadores, bancos e espelhos.

Você também vai gostar

Arquiteto Mauricio Arruda lança coleção exclusiva para a Tok&Stok

Rack ou bufê José, design de Mauricio Arruda - Foto Tok&Stok, Divulgação Rack ou bufê José, design de Mauricio Arruda - Foto Tok&Stok, Divulgação

A identidade brasileira marca a mais nova coleção da Tok&Stok em parceria com o arquiteto e designer paranaense Mauricio Arruda, de quem aliás sou fã.

Na linha, o profissional faz uma homenagem aos entes queridos da própria família ao batizar carinhosamente as peças com nomes dos pais, do irmão e avó, fazendo todo um resgate da memória afetiva.

Os itens destacam a versatilidade, característica que tem tudo a ver com os dias contemporâneos, já que os móveis podem se adequar a diferentes espaços e situações de vida. A coleção exclusiva de móveis e objetos será lançada no mercado nacional no próximo dia 12.

Você também vai gostar

Santa Catarina ganha galeria de Sergio Rodrigues

Sergio Rodrigues na Poltrona Chifruda

A cidade de Balneário Camboriú, por meio da loja 4 Elementos, inaugura nesta terça a primeira galeria em Santa Catarina de Sergio Rodrigues, o mestre do mobiliário brasileiro, que morreu no ano passado, mas deixou um legado primoroso para a arquitetura e o design.

A abertura da galeria contará com a presença da viúva do arquiteto Vera Beatriz Rodrigues e do primo dele, o designer Fernando Mendes, hoje responsável por manter viva a obra do artista.

A galeria é uma iniciativa da proprietária da 4 Elementos, Kelyne Bins De Marco Campilongo, que também ficará como curadora do espaço.

Segundo ela, será um tributo ao trabalho do grande mestre do designer nacional, um reconhecimento ao seu legado de projetos realizados ao longo de 60 anos de carreira e também fonte de inspiração para a nova geração de novos profissionais do design contemporâneo nacional.

Sergio Rodrigues foi um dos grandes expoentes do móvel moderno no mundo. Esse ano na semana mais importante do design no mundo, que ocorreu em Milão, a cidade recebeu um tributo ao mestre com 15 peças do arquiteto e designer. E a loja 4 Elementos homenageia seu nome, que será aclamado para sempre e inaugura a primeira galeria no Brasil. Para marcar a data escolhemos o aniversário da loja, onde comemoramos uma década. Um dia para celebrarmos juntos — pontua Kelyne.

O espaço, que ficará anexo à loja 4 Elementos, terá em seu acervo cerca de 20 peças icônicas, que farão um recorte temporal de sua trajetória. Entre os destaques está a poltrona Mole, produzida em 1957, feita em couro e madeira jacarandá com inovações de encaixe e estofado. Em 1961, a poltrona venceu o Concurso Internacional do Móvel de Cantú, na Itália, dando início à fama internacional de Sergio Rodrigues. Atualmente ela integra o acervo do Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMa).

SERVIÇO – Galeria Sergio Rodrigues

Endereço: Loja 4 Elementos - 3ª Avenida, 1929, Centro, Balneário Camboriú-SC

(47) 3361-6060

Sobre a Loja 4 Elementos

No ano em que completa uma década, a Loja 4 Elementos reforça seu posicionamento no mercado como uma das grandes percursoras e fomentadoras do design nacional e internacional.

Entre os designers nacionais que podem ser encontrados na loja estão Sergio Rodrigues, Fernando Mendes, Lattoog, Jader Almeida, Zanini de Zanine. E no acervo da 4 Elementos tem ainda as marcas internacionais Decameron, Adriana Barra, a holandesa Moooi, as italianas Kartell e Magis e a suíça Vitra.

Você também vai gostar

Como uma mariposa, ela foi voando de Floripa a Milão para se mostrar ao mundo

mesa PÔSA E MARINA ricardo / Foto: Rodrigo Azevedo, Divulgação

Paulistana radicada em Florianópolis, a designer de produto Marina Ricardo está radiante com a primeira participação na semana de design de Milão. Com a mesa Pôsa (inspirada numa mariposa), projeto do seu TCC, ela foi selecionada para expor no espaço dedicado aos brasileiros: a mostra Brazil S/A, durante o Salão do Móvel de Milão (de 14 a 19 de abril).

A resposta veio em dezembro passado e Marina teve que correr contra o tempo. Para poder viabilizar a produção e envio da mesa, ela modificou um pouco a peça do projeto inicial, optando por retirar o disco de pedra do tampo (veja na foto acima), e trabalhar com outro de madeira maciça (foto abaixo), com veios bem aparentes, feito pelo amigo também designer André Pedrini. A parte metálica foi projetada na Arte Curvas.

Mesa PosaA

Para arcar com os custos Marina fez uma campanha de arrecadação online na plataforma Kickante, onde conseguiu R$ 3.190.
– É meio surreal pensar em tanta gente vendo meu produto. Mas me sinto muito honrada e feliz de ter conquistado isso tudo em apenas um ano de formada, e com um produto projetado durante minha vida acadêmica. A mesa Pôsa voou longe.
Atualmente morando em São Paulo para a especialização em Design de Móveis, Marina pretende dar continuidade à produção da mesa e contatar lojas e arquitetos interessados para que a Pôsa continue a voar por aí.

Você também vai gostar

Saccaro estreia com Serra Pelada na Feira do Móvel de Milão

MESA SERRA PELADA, DE ROQUE FRIZZO PARA A SACCARO

Quem acaba de estrear no Salão do Móvel 2015, em Milão, é a brasileira Saccaro.

No ano em que a grife comemora 30 anos no mercado de design autoral, leva uma seleção de peças para um estande exclusivo, assinado pelos italianos do Studio Decoma Design, e ambientado com algumas das principais coleções da marca.

Segundo Márcia Maurano, da loja Saccaro de Florianópolis, que marcou presença no evento, um dos grandes destaques à mostra foi a mesa Serra Pelada, principal lançamento do ano, e com assinatura do designer Roque Frizzo.

O móvel teve como inspiração o hábitat do garimpo no Brasil. Os pés de metal e o tampo de vidro, com suas linhas retas e suaves, contrastam com a base, inspirada na sinuosidade das icônicas galerias de escavação.

Roque Frizzo e a mesa Serra Pelada, desenhada por ele para a grife Saccaro

Roque Frizzo e a mesa Serra Pelada, desenhada por ele para a grife Saccaro

 

Você também vai gostar

Peças consagradas de Sergio Rodrigues em versão míni

poltrona mole branca

O portfólio do renomado arquiteto brasileiro Sergio Rodrigues ganhou versão especial da Mini:Brasil.

A empresa lançou uma linha exclusiva de miniaturas com assinatura dele.

O banco Mocho, as poltronas Kilin e a Mole (foto acima) estão entre as peças para colecionador nenhum botar defeito.

As pequenas relíquias podem ser encontradas no showroom da Icon Interiores, em Florianópolis.

poltrona kilin pretaPoltrona Kilin

 

poltrona mole preta 1
Poltronas Mole preta

banco mocho 2

Banco Mocho

Você também vai gostar

Livro Arquitetura Brasileira será lançado nesta quarta em Florianópolis com noite de autógrafos

capa do livro 4 edicao_colorida

Nesta quarta, dia 29, a Portobello lança em Florianópolis, o livro Arquitetura Brasileira, na livraria Saraiva do shopping Iguatemi, a partir das 19h. Haverá uma noite de autógrafos com a participação dos dos três escritórios da região Sul, que tiveram projetos apresentados na publicação: Studio Methafora, Procion Arquitetura e HB Arquitetas Associadas.

O Studio Methafora, da Capital, e com projetos premiados nacionalmente, selecionou para o livro os projetos do Koerich Beiramar Office e do Passeio da Pedra. O primeiro, localizado em Florianópolis, foi pensado para harmonizar com a geometria assimétrica do terreno. A solução adotada foi um projeto que privilegia as vias, cria uma galeria comercial e conecta as ruas adjacentes. O Passeio da Pedra, criado para ser um centro comercial voltado para o passeio público, vai além, e proporciona um novo estilo de vida para o município de Palhoça. Os profisisonais à frente do escritório Italo Schiochet, Andre Lima, Michel Mittman, Maurício Holler e Eduardo Momm conseguiram encontrar o meio-termo entre lojas e ruas e fazer a interação com o pedestre e o bairro cidade, previlegiando o meio-ambiente.

Comandado pelo arquiteto Procion Conte, a Procion Arquitetura desenvolve projetos arquitetônicos e de interiores para áreas comerciais, residênciais e imobiliários há mais de sete anos. Para a publicação, o projeto escolhido foi o Edifício Barra Garden Residence, prédio com vista previlegiada para a orla de Balneário Camboriú, que tem relação direta do morador com a paisagem. Além de grandes aberturas na fachada, o prédio permite que toda a beleza da cidade entre nos apartamentos.

Atuando principalmente nos setores residencial multifamiliar e unifamiliar, comercial e serviços, o HB Arquitetas Associadas, das sócias Tatiana Steffler, Raquel Hagen e Heloisa Bocorny, escolheram o Edifício Mirador, localizado em Porto Alegre, e o Edifício Al Mare, de Florianópolis, para compor o livro. O primeiro, localizado em um largo terreno, ganhou um pé-direito duplo, o que possibilitou que as piscinas nas varandas fossem encaixadas nessas áreas de maior vão. O Edifício Al Mare, por sua vez, foi pensado para fazer fusão com a natureza. Voltado para o mar, o contraste entre as linhas retas e as piscinas privativas dão a impressão de fusão com o mar e sua extensão.

Com 218 páginas e texto do arquiteto Maurício Del Nero, Arquitetura Brasileira – 4ª Edição possui ainda obras de outros 19 renomados escritórios de arquitetura do Brasil. A publicação é uma iniciativa do CRIAR, Programa de Relacionamento da Portobello voltado a arquitetos de grandes projetos da construção civil, atendidos pelo Canal Engenharia da empresa, e que busca valorizar a importância e talento desses profissionais.

O livro pode ser baixado gratuitamente no Ipad, pela Apple Store, no APP IPortobello Plus, ou ser adquirido no site da Editora Magma: www.editoramagma.com.br, por R$ 80,00. E ainda poderá ser adquirido na noite de autógrafo.
Toda a renda arrecadada com a venda será revertida para a Apae (Associação de Pais e Amigos Excepcionais) de Tijucas.

Você também vai gostar
Casa&Cia - ir para home