Luciana Borges de Andrade aplica em acessórios para a casa a experiência fashion de estilista

Fotos Mateus Bruxel
Fotos Mateus Bruxel

Identificar Luciana Borges de Andrade em um ambiente durante o inverno é fácil. Seus casacões denunciam o amor pela lã, adotada na base ou no acabamento, com detalhes móveis artesanais que confirmam a customização como essência das peças únicas. Superfícies adornadas com crochê, tricô, quilt e todo tipo de aplicação manual que a criatividade dela e das artesãs de Ribeirão da Ilha, do Morro das Pedras, do Campeche e da Barra da Lagoa inventam estão presentes nas peças da estilista.

LucianaAndrade3

Agora Luciana deu uma parada nas vestimentas para o corpo e está em plena incursão pelo décor com almofadas que também resultam em obras únicas.

– Por que não linkar moda com decoração? O fechamento das almofadas é como um casaco e, na frente, uma tela em branco – diz a estilista sobre as suas primeiras elucubrações sobre esta guinada para o décor, na época em que vivia em Campinas e fez cursos na área de arte que atiçaram a paixão latente.

Hoje, são cerca de 80 almofadas com medidas de 50cm x 50cm, feitas de couro de porco, chamois de carneiro, pele de coelho, cristais e lã. Essa história a gaúcha de Porto Alegre radicada em Florianópolis contou na Capital, em uma das primeiras tardes frias desta temporada de outono. Lembra que a sua casa tem paleta cromática introduzida tal como em seus produtos e que a edificação é do tempo do sogro, um italiano. As raízes da família emocionam Luciana _ em especial ao falar da mãe, a sua grande referência, e da avó, costureira, universo afetivo adotado como estilo de vida.

LucianaAndrade4

As andanças e a volta

Após a saída do Rio Grande do Sul, Luciana teve passagem pelo Estado de São Paulo e por Florença, Itália. Conheceu o Antico Setificio Fiorentino, uma tecelagem que pertenceu ao marquês Gucci e hoje é de Stefano Ricci, também da área de moda. Lá tem uma das maravilhosas engenhocas de Leonardo da Vinci: o mais antigo tear desenhado por ele, conta Luciana. Essa visita ocorreu com a sua turma da Polimoda International Institute of Fashion Design & Marketing, na vizinhança do Rio Arno, onde estudou. É possível visitar a tecelagem reservando antecipadamente e pagando ingresso.

LucianaAndrade1

Adriana Franciosi

Capas garantem nova roupagem aos sofás

Fotos Arquitetando Kid, Divulgação

Um sonho de brincadeira: móveis com encaixes para quartos dos pequenos