Paulo Mendes da Rocha recebe o Leão de Ouro, na Bienal de Veneza, que se inicia neste sábado

Foto Rui Mendes, Divulgação
Foto Rui Mendes, Divulgação

São muitos os motivos para voltar todas as atenções para a 15 ª edição da Bienal de Arquitetura de Veneza, que se inicia neste dia 28 de maio. Além do provocativo tema, proposto pelo arquiteto chileno Alejandro Aravena, o curador deste ano, um dos maiores nomes da arquitetura modernista no Brasil receberá o Leão de Ouro pelo conjunto de sua obra: Paulo Mendes da Rocha.

Este reconhecimento se soma ao Pritzker – maior prêmio da arquitetura mundial – recebido pelo capixaba, nascido em 1928, no ano de 2006. Segundo o Conselho de Diretores da Bienal, “o atributo mais marcante de sua arquitetura é a atemporalidade”.

Entre suas principais obras, estão: Assembléia Legislativa de Santa Catarina (1957), Pavilhão brasileiro da Feira Internacional de Osaka, no Japão (1969), Museu Brasileiro da Escultura (Mube), São Paulo, (1988), Reforma do Centro Cultural da Fiesp, em São Paulo, entre outros.

Abaixo, veja reproduções de trabalhos de Paulo Mendes da Rocha, publicados em seu livro, Obra Completa, com fotografia de Leonardo Finotti.

PauloMendesdaRocha4

PauloMendesdaRocha5 PauloMendesdaRocha6

PauloMendesdaRocha7 PauloMendesdaRocha8 PauloMendesdaRocha9

Foto André Cavalheiro, Divulgação

Relembre 10 estilos de lareiras já publicadas no Casa&Cia

Guto Indio da Costa, Divulgação

Linha Planos, de Guto Indio da Costa